terça-feira, 30 de novembro de 2010

Banda larga nas 100 primeiras cidades do PNBL é adiada para abril

Plano inicial da Telebrás era lançar banda larga barata ainda em dezembro.Licitações para levar rede a 14 milhões de pessoas não foram concluídas.

O presidente da Telebrás, Rogério Santanna, disse nesta terça-feira (30) que foi prorrogado de dezembro de 2010 para abril de 2011 a instalação da banda larga nas 100 primeiras cidades a serem contempladas pelo Programa Nacional de Banda Larga.

Segundo ele, a prorrogação foi necessária porque ainda não foram concluídas as licitações para prestação dos serviços. A expectativa é de que os contratos sejam fechados até o dia 15 de dezembro. Os municípios escolhidos para esta primeira etapa do PNBL (veja lista ao lado) têm uma população conjunta de 14 milhões de pessoas.

Lançado oficialmente no início de maio, o programa tem como objetivo universalizar a internet rápida no país. Uma das expectativas é disponiblizar o serviço de 11,9 milhões de domicílios para quase 40 milhões de domicílios até 2014.
O custo da tarifa deve ser de R$ 15, para o plano com incentivos, com velocidade de até 512 kbps (quilobits por segundo) e com limitação de downloads e de R$ 35 para o plano comum, com velocidade entre 512 e 784 kbps. Atualmente o brasileiro paga em média R$ 50 pela banda larga com velocidade de 256 kbps.

A maior parte das 100 cidades escolhidas para a 1ª fase fica nas regiões Nordeste (58) e Sudeste (30). Os estados com mais cidades listadas são Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro, com 8 cada. Nenhuma dos cem municípios fica nos estados da região Sul. No Norte, apenas Tocantins, com 6 cidades, entrou na lista. Já o Centro-Oeste será beneficiado com a implantação do projeto em 6 municípios goianos.


Cientistas simulam colisão entre um buraco negro grande e um pequeno


Astrofísicos conseguiram simular a colisão mais radical entre dois buracos negros até hoje: um buraco negro centena de vezes mais massivo do que o outro.
Quando dois buracos negros colidem em cenários realistas da astrofísica, eles não têm o mesmo tamanho. Colisão de galáxias seria o tipo de cenário em que buracos negros com massas muito diferentes, ou seja, com relações de massa desde dois para um até um milhão para um, cairiam uns sobre os outros conforme vazassem grandes quantidades de energia orbital através da emissão de ondas gravitacionais.

Porém, até cinco anos atrás, cientistas disseram que colisões tão massivas não poderiam ser reproduzidas. Naquela época, simulações de colisão entre buracos negros de massas iguais chegaram até fusões de um buraco negro 10 vezes mais massivo. As colisões de buracos negros até uma relação de massa de 10 para 1 representaram os limites das técnicas reproduzidas pelos cientistas.

Porém, alguns pesquisadores, reunidos em Portugal, conseguiram criar novas técnicas. Eles precisaram de um supercomputador com 70.000 processadores e quase três meses para completar a simulação. Eles acreditam que podem ir além desta relação de massa, talvez a mil para um, mas esse problema complexo só poderia ser resolvido por supercomputadores ainda mais potentes.

A nova simulação é especialmente importante porque faz uma ponte entre as lacunas de duas abordagens de pesquisa muito diferentes: uma que começou a partir de colisões de buracos negros com massas similares e outra que utiliza o que é chamado de técnicas de perturbação, que se aproxima de colisões com a relação de massa de mil para um.
A simulação também pode ajudar a prever a assinatura de ondas gravitacionais que vêm de colisões de buracos negros de diferentes relações de massa. Astrônomos à procura de ondas gravitacionais agora podem entender exatamente o que estão detectando.

Atualmente, existem dois grandes esforços em andamento nos EUA para detectar ondas gravitacionais; um observatório baseado em terra e um observatório de ondas gravitacionais previsto para ser instalado no espaço, mas que ainda não está acima do chão.
A nova simulação vai ajudar a desenvolver famílias de formas de ondas gravitacionais que os astrônomos podem procurar nos próximos cinco anos, que é quando os observatórios devem estar prontos. O objetivo final é fazer testes de alta precisão da Relatividade Geral, o que tem algumas implicações importantes para a astrofísica.

Fonte

Cientistas descobrem oxigênio em Réia, uma das luas de Saturno


Réia é a segunda maior lua de Saturno, mas não é apenas isso o que a torna incrível – segundo a missão Cassini, da Nasa, ela possui uma atmosfera de 70% de oxigênio e 30% de dióxido de carbono.
Segundo os cientistas é a primeira vez que verificamos que outro astro possui uma atmosfera de oxigênio diretamente. Outras atmosferas foram descobertas nas luas Europa e Ganimedes, mas apenas a uma longa distância, através do Hubble.

Dessa vez a Cassini pôde “cheirar” a atmosfera de Réia, já que a camada de oxigênio (5 trilhões de vezes menos densa do que a atmosfera da Terra) é muito fina para ser detectada à distância.
Os pesquisadores acreditam que o oxigênio vem do campo magnético de Saturno – partículas de água seriam quebradas no fluxo entre o satélite e o planeta e se “rearranjariam” na forma de moléculas de oxigênio.

De acordo com os cientistas, esse tipo de fenômeno pode ser comum em outras áreas do Sistema Solar e não indica, necessariamente, a presença de vida alienígena. Réia seria muito fria e não teria praticamente nenhum líquido para permitir a existência da vida como a conhecemos.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Especialistas dizem que as novas tecnologias dos carros não são seguras



Hoje em dia, os automóveis são tão cheios de aplicativos que “transporte” para ser a última de suas funções. De pontos de acesso a internet a encostos de cabeça para TVs de última geração, cada vez mais carros vêm carregados de alta tecnologia e acessórios.
Mas, segundo especialistas, mesmo quando os dispositivos são projetados para ajudar os motoristas a manter as duas mãos no volante, toda essa tecnologia pode causar “distrações cognitivas” e se tornarem, em última análise, perigosas.

A Ford está figurando entre as montadoras mais polêmicas com seu recente sistema de comunicações. Uma interface chamada “MyFord Touch”, totalmente controlada por voz, incluindo entretenimentos como AM / FM, rádio por satélite, HD, CD, MP3, e controle de clima, telefone e navegação.
O MyFord Touch também usa o poder de um smartphone para acessar e controlar outras aplicações. Os usuários têm a capacidade de ouvir música a partir de serviços online, ficar em contato com as últimas notícias e checar suas últimas mensagens no Twitter – tudo sem tirar as mãos do volante.

A Ford acredita, dessa forma, estar ajudando a manter as estradas seguras, já que a tecnologia acaba com o uso manual de telefones e outros aplicativos e permite que os motoristas mantenham seus olhos na estrada.
Inclusive, de acordo com um estudo recente conduzido pela Ford, o novo sistema reduziu significativamente o nível de distração dos motoristas que o utilizaram para discar um número ou escolher uma canção, em comparação com os que usaram dispositivos manuais.
Eles mediram o tempo que os motoristas passaram olhando para a estrada, o desvio de posição, a variação de velocidade e tempo de resposta dos motoristas para identificar as diferenças entre a atenção e o desempenho de condução durante o uso da nova tecnologia.

A Ford revelou que os motoristas “serpentearam” sobre as linhas da pista em mais de 30% dos testes usando telefones portáteis e rádios convencionais, em comparação com 0% ao executar as mesmas tarefas com o MyFord Touch. Outro estudo, da Virginia Tech, acompanhou 109 motoristas por um ano, o que implicou em 43 mil horas e mais de 2 milhões de quilômetros de condução. O relatório mostrou que discar manualmente um dispositivo durante uma condução (tarefa que exige desviar a atenção da estrada) é quase 2,8 vezes mais arriscado do que apenas dirigir. Além disso, quase 80% de todos os acidentes e 65% de todos os quase-acidentes ocorrem pouco depois de um desvio de olhar da pista.

No entanto, segundo especialistas, dizer que a tecnologia da Ford é benéfica para os motoristas é exagero. A tecnologia pode ser isenta do uso de mãos, mas certamente não é isenta de riscos.
O argumento é que as distrações causadas pela nova tecnologia são mentais, especialmente quando se trata de checar sites de redes sociais. Por exemplo, entrar em sites de mídia social exige uma concentração significativamente maior do que fazer uma chamada telefônica. Checar o Facebook ou enviar um tweet é um processo envolvido em uma conversa complexa que não deve absolutamente ser feito durante a condução.Uma distração de dois segundos é tempo suficiente para alguém se envolver em um acidente. Ou seja, na opinião de alguns estudiosos, os fabricantes de carro estão na verdade provendo uma distração, e não impedindo que alguém se acidente somente pelo fato de não ter que usar as mãos.

Um cientista cognitivo que pesquisa direção distraída concorda que esse tipo de tecnologia nos carros é perigosa. Segundo ele, algumas atividades como ouvir rádio são passivas, mas outras, como enviar mensagens de texto ou verificar o Facebook não são. A mente só consegue fazer uma coisa de cada vez enquanto a pessoa dirige.

Os especialistas em segurança se preocupam especialmente com a instalação de TVs no interior dos veículos, por vezes até nos bancos da frente. Isso só serve para mostrar a falta de seriedade dos motoristas. As distrações podem ser fatais, como o caso do motorista de caminhão que estava assistindo a um filme, bateu acidentalmente e matou uma mulher que estava estacionada no acostamento de uma estrada.

Alguns pesquisadores estão lutando para desativar o uso de certas tecnologias nos automóveis. Uma campanha mostra pessoas nos EUA que foram feridas ou perderam entes queridos em acidentes de direção distraída. Em 2009, cerca de 5.500 pessoas morreram e meio milhão de pessoas ficaram feridas em acidentes envolvendo um motorista distraído.

Os especialistas acreditam que é um grande desafio político-social impedir o uso dessas tecnologias já que dezenas de bilhões de reais estão em jogo. As empresas de eletrônicos, automóveis e outras têm muito a perder.

Mas eles continuam alertando que dirigir não é hora de se envolver em outras atividades. Segundo os especialistas, as pessoas sabem, no fundo, que não devem participar desses tipos de distrações, mas quando tentam algumas vezes, porque estão entediadas, e nada de ruim acontece, elas pensam que estão seguras. No entanto, é fundamental que as pessoas se concentrem apenas em dirigir; afinal, esse não é o momento certo para se divertir.

Fonte

Por que o álcool faz bem para o seu coração?


Porque você não deve beber, provavelmente já lhe falaram (ou você já sentiu na pele). O que as pessoas podem estar tentando esconder de você é que, quando você bebe um copo vinho ou champanhe, está na verdade fazendo um favor a seu coração.
Claro, isso não significa que as pessoas estão liberadas para fazer a farra. Segundo um novo estudo, o consumo moderado de álcool pode ajudar a prevenir doenças cardíacas, através do bloqueio de sinais de moléculas ligadas ao acúmulo de placas nas artérias.

As moléculas, chamadas proteínas “Notch”, são vitais para o desenvolvimento embrionário. Nos adultos, elas ajudam a controlar os músculos involuntários minúsculos que regulam o fluxo sanguíneo das artérias. Quando as moléculas são estimuladas por elevados níveis de tabagismo, colesterol ou alterações no fluxo de sangue, elas estimulam as células desse músculo a se multiplicar, o que pode levar ao desenvolvimento de placas arteriais.

Mas quando essas células musculares são expostas ao álcool, a sinalização de Notch fica bloqueada, e as células da parede arterial não crescem, nem engrossam.
Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores cultivaram células de artérias coronárias humanas em pratos, e as expuseram ao álcool. Eles descobriram que o álcool evitou o crescimento das células arteriais, bloqueando a capacidade de sinalização de Notch.

Em seguida, os pesquisadores testaram os efeitos do álcool em ratos. Um grupo de ratos bebeu o equivalente a duas bebidas alcoólicas por dia, e outro grupo não recebeu álcool. Os que beberam tiveram menos sinalizações da molécula Notch, e as paredes de seus vasos sanguíneos ficaram mais finas.

A descoberta confirma evidências de outros estudos que afirmam que o consumo moderado de álcool faz bem para a saúde do coração. Por exemplo, um estudo recente constatou que pacientes cardíacos do sexo masculino que bebem leve ou moderadamente são menos propensos a precisar de outro procedimento cardíaco, ou de sofrer um ataque cardíaco ou derrame, do que os pacientes que não bebem.
Segundo os pesquisadores, beber pequenas quantidades de álcool regularmente é a forma de obter o melhor efeito. As pessoas que têm a melhor proteção são as que tomam um ou dois copos por dia. Já grandes quantidades de álcool podem ser prejudiciais ao coração e levar a casos de derrame.

Mas o que conta como uma dose “saudável” de álcool? Especialistas recomendam que mulheres saudáveis não bebam mais de três drinques em uma ocasião, ou sete doses por semana. Os homens saudáveis com 65 anos ou menos não devem beber mais de quatro doses por ocasião, ou 14 doses por semana. Homens saudáveis com mais de 65 anos não devem beber mais de três drinques por ocasião, ou sete doses por semana.

Uma cerveja de 354,88 ml, um copo de vinho de 147,87 ml, ou um copo de aguardente de 44,36 ml contam como um drinque ou dose.
Os pesquisadores dizem que esse estudo abre muitas portas. Se eles forem capazes de descobrir o mecanismo com o qual o álcool funciona para beneficiar o coração, futuras pesquisas poderão desenvolver um medicamento que imite esse efeito benéfico, sem os prejuízos intoxicantes do álcool. 

Fonte

Novo passaporte permitirá trânsito sem intervenção humana

O novo passaporte eletrônico brasileiro deve começar a ser emitido em janeiro de 2011, afirma o Coordenador do Grupo de Atendimento e Tratamento de Incidentes de Segurança da Polícia Federal, Ivo Carvalho Peixinho. O diferencial será o uso de tecnologia de identificação à distância por meio do chip RFID implantado na contracapa do documento. "O viajante poderá fazer emigração sem nenhuma intervenção humana", explica o perito da PF.

O novo modelo foi apresentado durante a 30ª reunião do Grupo de Trabalho em Segurança de Redes, em São Leopoldo (RS), nesse fim de semana. "O chip poderá ser lido a uma distância máxima de até 10 cm e a leitora vai poder obter informações adicionais desse chip para garantir que o passaporte é real, que não foi alterado, que não foi falsificado, além de informações sobre o portador como foto e opcionalmente digitais e dados da íris", diz Carvalho.

O modelo experimental (piloto) desse novo passaporte eletrônico, desenvolvido de acordo com os padrões da Organização de Aviação Civil dos Estados Unidos (Icali), deve começar a ser usado em dezembro por autoridades diplomáticas. "Hoje, o Ministério das Relações Exteriores já emite o passaporte oficial para as autoridades diplomáticas com esse chip".

Segundo Carvalho, estão sendo trazidas para o Brasil duas cabines de emigração automática, cedidas pelo governo português, que serão instaladas no aeroporto de Brasília, para o uso de autoridades que estiverem indo para ou voltando de Portugal. "A pessoa entra na cabine e coloca o passaporte no sensor que fará todas as averiguações de segurança". Segundo ele, dentro do cubículo, será tirada uma foto que será comparada com a foto do passaporte.

Segundo Carvalho, visualmente o passaporte continuará igual, mas a fabricação, que hoje é realizada pela Casa da Moeda, deverá ser alterada para colocação do novo recurso e gravação das informações. "No entanto, a emissão do documento vai permanecer inalterada para a população", explicou. O perito não soube informar se haverá aumento de valor para a emissão do passaporte, que hoje é de aproximadamente R$ 150.
A tecnologia já é usada por alguns países da comunidade européia e de forma similar nos Estados Unidos. "Os padrões dos passaportes sempre estão evoluindo e as fraudes vão ficando mais sofisticadas, então ele deve estar sempre à frente desse tipo de coisa. Em relação ao passaporte atual, só existe um caso de fraude detectado e a pessoa foi presa no aeroporto".

Donas de casa desesperadas com a poupança leva à criação de blogs com dicas para economizar.

Mulheres partilham esforço de poupança
Poupar dá trabalho, mas elas fazem-no todos os dias: comparam preços, descobrem promoções, preparam prendas caseiras, aproveitam a água fria dos banhos. E não ficam por aqui – as donas de casa modernas estão invadindo a Internet com blogues anti-crise.

Através dos conselhos delas, descobrem-se as promoções em vigor nos vários supermercados, sessões de spa a preços promocionais , como entreter as crianças sem mexer na carteira ou onde cortar o cabelo sem gastar um tostão (não, não é em casa, é nas escolas de cabeleireiros).

O segredo do sucesso deste esforço de poupança, parece estar na partilha: “Ao partilhar, temos a oportunidade de aprender com as experiências dos outros e trocar ideias que nem nos tinham passado pela cabeça”, explica Rute Carréu, de 31 anos. A técnica de Recursos Humanos residente em Sintra criou o blog Tostões cá de casa, no início de Agosto, mas começou a poupança antes disso.

Depois do nascimento do filho, “sobretudo na altura de regressar ao trabalho e pagar a creche, a necessidade de poupar aumentou”, porque “recorrer ao pé-de-meia tornou-se um hábito”. Por isso, Rute e o marido decidiram mudar de vida: fazem um plano mensal do orçamento familiar, organizam as refeições para toda a semana, fazem os iogurtes, compotas, doces, bolachas, e privilegiam os produtos de marcas mais baratas.

A “insegurança profissional” foi o que levou Carla Silva, balconista de 29 anos, de Gaia, “a pensar mais” no seu futuro e no do filho. Em Junho, criou o “calateepoupa.blogspot.com” e diz que a experiência é enriquecedora: “Não só partilho como aprendo muito. É uma troca de informações”, nota, revelando que o blogue tem 300 a 400 visitas diárias.
Donas de casa dão conselhos anti-crise
 
AntiCrisePortugal é um dos blogues mais recentes. Foi criado em Setembro por 11 mulheres, algumas das quais nem se conhecem pessoalmente. Rita Quintela, uma das autoras, refere que “a idéia de criar este instrumento” surgiu num “num brainstorming virtual, no facebook, num dia em que todas choramingávamos a crise”.

Gasolina é mais atualizado

Preferiram, então, parar os lamentos e avançar com o “Anti Crise”, que tem 316 visitas diárias (desde que foi criado teve mais de 11 mil visitantes). Além das dicas, o blogue tem algumas ligações úteis: para o site www.vousair.com (guia de lazer e tempos livres) ou para os guias de compras Kuanto Kusta (onde se comparam preços de 251 lojas) e Mais Gasolina (o site online “com preços de combustíveis atualizados pela comunidade”).

Os conselhos das donas de casa não ficam por aqui: em www.organizaracasa.com, Mónica, a Dona de Casa Perfeita, dá “dicas para melhorar o funcionamento e para planejar o orçamento doméstico” e “tudo o que uma dona de casa perfeita precisa de saber".

Em saberpoupar.com, apresentam-se “dez idéias para poupar dinheiro na decoração da casa”, “22 dicas para poupar electricidade” ou “30 dicas para poupar espaço em casa”. Além destes, existem outros blogues de poupança: gestaocaseira.blogspot.com; aprendereorganizar.blogspot.com; bricolarepoupar.blogspot.com; asminhas1001ideias.blogspot.com; economiacadecasa.blogspot.com; criatividade-em-movimento.blogspot.com e multimilionario.blogspot.com, entre outros.

Traduzido de Ciencia Hoje

domingo, 28 de novembro de 2010

Centro alemão testa robô alpinista para exploração espacial

Os robôs estão sendo desenvolvidos para análise de solos no espaço
Foto: EFE

Imagem divulgada nesta segunda mostra um robô "alpinista" produzido pelo centro Alemão de Busca de Inteligência Artificial, localizado em Bremen, andando por um solo lunar artificial. O Centro está produzindo robôs com o objetivo de enviá-los ao espaço para exploração de solos.
Estão sendo realizados diversos testes com os robôs para entender a reação de cada um em solo arenoso, em terrenos íngremes e em áreas com muitas pedras. O objetivo é ajudar no desenvolvimento de um sistema para coleta de amostras do espaço.


Empresa de Internet russa Yandex planeja IPO de US$1,5 bi

A Yandex, maior empresa da área de Internet na Rússia, está considerando realizar uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) que poderia alcançar 1 bilhão de libras (mais ou menos 1,57 bilhão de dólares).
Segundo informações do jornal britânico Mail on Sunday, a Yandex, companhia de busca na rede que é líder na Rússia e está entre as 7 maiores do mundo nesta área, lançaria as ações na bolsa de Londres, possivelmente no início do ano que vem.
Fontes citadas pelo jornal dizem que a empresa também avalia, como alternativa, realizar a operação na Nasdaq, a bolsa de empresas de alta tecnologia em Nova York.
Esta seria a segunda grande oferta inicial de ações de uma companhia russa da área de tecnologia em pouco tempo.
No dia 5 de novembro, o Mail.RU Group levantou 1 bilhão de dólares com um IPO em Londres.
Executivos da Yandex não estavam disponíveis para comentar a notícia neste domingo. 

Aplicativo australiano para iPhone combate câncer de pele

Os australianos que apreciam o sol do verão agora podem se informar sobre o momento de cobrir a pele e evitar os raios ultravioletas, potenciais causadores de câncer de pele, graças a um novo aplicativo para o iPhone. 

A Austrália tem uma das mais elevadas incidências de câncer de pele no mundo, com mais de 1,85 mil mortes causadas pela doença ao ano - o que supera o número de vítimas fatais de acidentes rodoviários no país, de acordo com o Cancer Council Australia. Dois terços dos australianos receberão um diagnóstico de câncer de pele antes de atingirem os 70 anos. 

"O que estamos constatando é que muita gente usa a temperatura e clima para prever quando precisa de proteção contra o sol, mas o problema real está nos ultravioletas (UV) - e esses raios não são vistos ou sentidos," disse Sue Heward, gerente do programa do aplicativo SunSmart no Cancer Council.
Para enfrentar o problema, bem como para atingir os jovens que tendem a se preocupar menos com a proteção contra o sol, o conselho desenvolveu o aplicativo gratuito, que oferece previsão de tempo diária, incluindo o nível máximo de radiação UV. 

O aplicativo conta com uma função de alerta e emprega o sistema de posicionamento global (GPS) a fim de se ajustar automaticamente à localização do usuário, mostrando os horários em que ele precisa se proteger contra o sol e um alerta automático de UV, bem como níveis reais de radiação UV atualizados minuto a minuto. 

"O melhor do aplicativo é que está no bolso do usuário, não é preciso ir ao computador ou abrir o jornal para checar", disse Heward, apontando que isso torna o sistema especialmente útil para quem trabalha ao ar livre por longos períodos ¿uma parcela da população que corre riscos especialmente elevados.
O aplicativo SunSmart pode ser baixado de graça. O conselho também criou um widget de alerta de UV para a web, direcionado a organizações como clubes de esportes. 

sábado, 27 de novembro de 2010

Campus Party terá concurso para novos talentos de tecnologia

Na edição deste ano da Campus Party Brasil, a seção "Campuseiros Apresentam" estará dividida em duas plataformas ("Campuseiros Inventam" e "Campuseiros Empreendem") e trará um prêmio exclusivo da Telefônica.

"Campuseiros Inventam" é uma nova área dentro da Campus Party, numa parceria com a Telefônica. Ali, os participantes da CP vão expor seus produtos e protótipos para tentar conseguir os prêmios que os ajudarão a registrar patentes, obter canais de venda e proteger a propriedade intelectual, entre outros. O concurso é voltado para aqueles campuseiros que "gostam de criar, mas não têm vocação comercial ou empresarial", explica a organização do evento em comunicado.

Os quinze candidatos escolhidos pela organização e pela Telefônica vão apresentar suas ideias e um juri, que integra ainda uma escola de negócios parceira, vai selecionar os projetos finalistas.
E o vencedor ganhará da Telefônica, como prêmio: - R$ 100 mil em dinheiro para se dedicar, durante um ano, a aperfeiçoar seu projeto;
- um mentor que o ajude a adaptar seu produto às necessidades do mercado;
- registro das patentes;
- convite para participar de cinco Campus Party à escolha do vencedor, incluindo passagens de avião, entrada VIC, acampamento com barraca e refeições.
Em troca, o campuseiro cederá à Telefônica o direito de exploração do produto (mas manterá a patente e a propriedade intelectual) a partir do momento em que for declarado ganhador do concurso.

Outro concurso, voltado para campuseiros que tenham tino para os negócios, o "Campuseiros Empreendem" terá dois prêmios: um para aplicativos para dispositivos móveis (Campuseiros Empreendem Aplicativos para Dispositivos Móveis) e outro para projetos tecnológicos em qualquer área relacionada à Campus Party (Campuseiros Empreendem Geral), desde que sejam novos no mercado. Como os prêmios não são excludentes, nada impede que haja um mesmo vencedor para os dois.

A organização da CP vai selecionar 30 candidatos (20 para o Prêmio Geral e 10 para a categoria de Aplicativos para Dispositivos Móveis) que julgue ter o maior potencial, para que os projetos sejam expostos durante a Campus Party Brasil, que vai se realizar em São Paulo, no Centro de Exposições Imigrantes, de 17 a 23 de janeiro de 2011.
Para quem desejar participar, o site da Campus Party Brasil (acessível no endereço www.campus-party.com.br já oferece o formulário de inscrição. O processo de seleção é aberto a projetos de indivíduos ou grupos.

Confira abaixo as datas para cada um dos concursos: 
 
CAMPUSEIROS INVENTAM
Inscrições: de 25 de novembro a 27 de dezembro de 2010
Divulgação dos 15 projetos selecionados para apresentação na Campus Party: de 27 de dezembro de 2010 a 14 de janeiro de 2011
Apresentações: 18 a 20 de janeiro de 2011
Final e encerramento: 22 de janeiro de 2011

CAMPUSEIROS EMPREENDEM
Inscrições: de 25 de novembro a 27 dezembro de 2010
Divulgação dos 30 projetos selecionados para apresentação na Campus Party: de 27 de dezembro de 2010 a 14 de janeiro de 2011
Apresentações: 18 a 20 de janeiro de 2011
Final e encerramento: 22 de janeiro de 2011

Fonte

PCWare tem menor PC do mundo em plataforma Atom a partir de R$ 700

Com processador Intel Atom 230 integrado, o computador CAPE7 230, da PCWare, possibilita ao usuário uma redução de energia de até 90% se comparado aos desktops convencionais. O modelo já está à venda nas principais lojas do varejo a partir de R$ 700 com 2 GB de memória RAM, HD de 320 GB, teclado e mouse.

O equipamento, que pode ir com o sistema Linux ou Windows 7, foi projetado para atender as necessidades dos usuários que buscam mais espaço e redução de custo para utilização do aparelho em ambientes domésticos, tais como acesso a
internet, chat, planilhas, editor de texto e mercados mais específicos como thin client, Call Center e automação comercial, o modelo oferece alto desempenho em suas funcionalidades.

Considerado o menor gabinete em plataforma Atom do mundo, com 170mm x 140mm (menor que um mini-ITX), o modelo pode ser carregado no bolso e traz a solução "fanless", totalmente silenciosa, permitindo ao usuário que o carregue para qualquer lugar, pois o
computador se adapta em todo tipo de ambiente.
O CAPE 7 230 é tão adaptável a vários ambientes que pode ser utilizado na versão pedestal ou na versão VESA, sendo que nesta o mesmo é perfeitamente adaptado na traseira do Monitor/TV LCD e ou LED. Nessa montagem, o modelo entrega ao usuário a sensação de um ALL in one de baixíssimo investimento.

Consome aproximadamente 22 W, ou seja, disponibiliza aos usuários uma redução de energia significativa, se comparado aos
desktops convencionais o que representa cerca de 90% de economia de energia elétrica.

O modelo foi projetado e produzido sob os requisitos das normas européias ROHS e WEEE, que são respectivamente; a restrição ao uso de substâncias nocivas no processo de fabricação de componentes e de montagem do aparelho, o que o torna uma solução “verde”, além de ser um produto de baixíssimo consumo.


Versátil, moderno e compacto, o modelo contempla memória SO-DIMM DDR2 667 MHz de até 2 GB, rede Realtek Gigabit 8111DL 10/100/1000, som Realtek ALC 662 2 canais, 6 portas USB 2.0 e resolução de vídeo de 1024 x 768.


Características técnicas


Processador: Atom 230

Placa-mãe: 170mm x 140mm com Northbridge SIS 672 e Southbridge SIS 968
Memória: SO-DIMM DDR2 667 MHz de até 2GB
Disco Rígido: SATA 2 de 2,5 polegadas
Resolução de video: 1024 x 768
Rede: Realtek Gigabit 8111DL 10/100/1000
Som: Realtek ALC 662 2 canais
USB: 6 portas USB 2.0
Fonte: Externa DC 19 V, 2.1 A / 40 W
Dimensões do gabinete: (D) 172.5mm x (W) 153.5mm x (H) 20mm
Cor: Preta

Fonte

Firefox completa 5 anos e conta a sua História

Vídeo criado pela Fundação Mozilla em comemoração aos 5 anos do navegador Firefox, o melhor navegador da atualidade. O surgimento do Firefox acabou com o reinado do Internet Explorer e melhorou muito a vida das pessoas que usam a internet. O site NerdVirtual.blogspot.com utiliza e recomenda o uso do Firefox. Assistam!

video

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Wireless x Wi-Fi, você sabe a diferença?

Sabe a diferenças entre os 2 termos?

A maioria das pessoas confunde esses termos, mas ambos levam ao mesmo lugar, porém com caminhos distintos.

Wireless quer dizer “sem-fio”, é a comunicação que é feita através de qualquer dispositivo sem a utilização de fios. Tecnicamente rere-se a aparelhos, capazes de transmitir dados via radio, infravermelho ou outra tecnologia  que não envolva o uso de fios. Atualmente existem varias tecnologias de transmissão de dados sem fio, como o bluetooth. o principal uso são redes sem fio, hand-helds, celulares e outros tipos de dispositivos portáteis.

Wi-Fi é uma marca registrada da Wi-Fi Alliance, que é utilizada por produtos certificados que pertencem à classe de dispositivos de rede local sem fios (WLAN) baseados no padrão IEEE 802.11 (bem como suas variantes a,b,g,n). O padrão Wi-Fi opera em faixas de frequências que não necessitam de licença para instalação ou operação facilitando assim a sua difusão e utilização em larga escala.

Analogicamente, tanto faz chamar a conexão sem fio da sua casa, de wireless ou wi-fi, a diferença é que wi-fi é mais específico.

Confira as principais mudanças da Google em 2010

O ano de 2010 está próximo do fim. Para as empresas de tecnologia é momento de refletir sobre seus investimentos e avaliar se o resultado esperado foi obtido. A Google tem o status de organização inovadora e que constantemente está reformulando seus produtos - nem sempre para melhor.

Em 2009 discutiu-se muito sobre o rumo que os serviços oferecidos pela multinacional tomariam. As especulações apontavam para a difusão de pesquisas por novos tipos de conteúdo (imagem e vídeo, por exemplo), o aperfeiçoamento do algoritmo do buscador para uma melhor compreensão semântica das palavras e a elaboração de métricas que forçassem os desenvolvedores a criarem páginas mais concisas - permitindo carregá-las mais rápido.

As bajulações à empresa indicavam que ela se tornaria ainda mais "inteligente" e veloz. Mas será que as obstinações da Google foram alcançadas? E para onde os serviços e produtos da organização devem seguir? Cique aqui e confira um pouco sobre o que a gigante tecnológica andou aprontando durante o ano de 2010.

Fonte

Spray de vidro líquido vai revolucionar o mundo

E não é exagero quando falamos da revolução. O spray é transparente, atóxico e pode proteger qualquer superfície contra danos causados por água, terra, raios UV, calor e bactérias. A proteção também é flexível e tem “poros”, o que a torna utilizável em vários produtos.
O spray de vidro líquido é feito, basicamente, de dióxido de silicone (SiO2, a conhecida sílica, um composto do vidro). Dependendo da superfície que você pretende proteger é só misturar água e etanol e as moléculas da mistura grudam em uma nanoescala, por causa das forças quânticas envolvidas. Além disso o efeito é prolongado porque bactérias que destruiriam a proteção se reproduzem com dificuldade na superfície.

O spray produz uma camada com largura de 15 a 30 moléculas. Essa quantidade de vidro, em nanoescala, pode ser inspirado e dobrado. Ele não faz mal ao meio ambiente e, como dito anteriormente, ainda repele bactérias. O produto é tão resistente que agüenta até alguns ácidos. Os fabricantes dizem que, daqui a algum tempo, tudo o que compramos vai estar protegido por uma camada de vidro líquido.

Empresas do ramo alimentício que testaram o vidro líquido disseram que instrumentos que precisavam ser esterilizados e desinfetados, quando submetidos ao spray, precisavam apenas de um ‘banho de água quente’ para se livrar das bactérias e da sujeira. As superfícies protegidas ficavam esterilizadas por até três meses.
Como esse vidro tem “poros”, ele pode ser usado para cobrir sementes e plantas. Testes em vinhedos mostraram que as uvas desenvolvem menos fungos e ficam mais bonitas, enquanto sementes tratadas se desenvolvem com mais facilidade do que aquelas sem spray.
O spray também não pode ser visto a olho nu, o que significa que roupas resistentes à manchas e sujeira estão a caminho.

Fonte

Como fabricar diamantes?


 
A Flórida, nos EUA, é uma das capitais mundiais do diamente. A empresa Gemesis criou um processo especial para gerar as raras e preciosas pedras artificialmente.

O processo conta com dezenas de encubadeiras, que não geram monstros alienigenas, mas diamantes. As encubadeiras da Gemesis permitem a coleta de até 40 pedras por dia.
A máquina é carregada com uma “semente”, um pequeno diamante, que é colocado em uma cápsula de grafite. A cápsula e o diamante são derretidos a uma pressão atmosférica 58 mil vezes maior que a normal. É como se uma enorme montanha estivesse sobre o diamante e o grafite e isto gera um calor imenso. Braços hidráulicos e fechaduras de aço maciço selam cada encubadeira para gerar a pressão.

Em seguida, o derretimento do diamante verdadeiro começa a transformar o próprio grafite em diamante. São 4 dias até um diamante ser produzido.
 Os diamantes amarelos da Gemesis são muito valiosos no mercado. São bilhões de dólares por ano. O diamante amarelo é a substância mais dura que existe e por isso é lapidado em uma mesa giratória. Cada gema leva dias de trabalho para ficar com uma forma simétrica.
Após a lapidação o diamante é certificado pelo Institulo Gemológico Internacional. Apenas um poderoso microscópio nas mãos de um especialista permite distinguir qual pedra é artificial e qual é natural.
As pedras são então marcadas e vão para o mercado para esvaziarem o bolso dos homens e se tornarem os melhores amigos das mulheres.


Fonte1,Fonte2

Brasileiros também terão os descontos da chamada 'Black Friday'

Nesta sexta-feira (26), lojas de e-commerce oferecerão superofertas. Início da promoção poderá ser informada por SMS, Twitter ou e-mail.

A partir da madrugada do dia 26 de novembro, durante 24 horas, principais lojas de e-commerce do país apresentarão mega ofertas. Porém, os descontos só poderão ser acessados através do site "Busca Descontos".

Com objetivo de presentear os consumidores com promoções “arrasa quarteirão”, o Busca Descontos, site com foco exclusivo em promoções que conglomera cupons de descontos das principais lojas virtuais do país, promove pela primeira vez no Brasil o “Black Friday”. Famoso nos Estados Unidos, o evento acontece na sexta-feira seguinte ao dia de Ação de Graças, quando as principais lojas norte-americanas abrem as portas por 24 horas com mega promoções para essa data.

São ofertas exclusivas das principais lojas de e-commerce do país, como: Walmart, Americanas.com, Compra Fácil, Shoptime, entre outras. As promoções só poderão ser acessadas por meio do site do Busca Descontos – www.buscadescontos.com.br. O pré-cadastro para participar da mega liquidação pode ser feito no endereço "buscadescontos.com.br/blackfriday".

“Queremos trazer mais uma opção de data sazonal de compras para os brasileiros poderem consumir com ofertas especiais. São 24h onde as grandes lojas oferecem descontos “arrasa quarteirão”, e os consumidores têm a chance de aproveitar ao máximo. O espírito do Black Friday, para os comerciantes, é de alavancar vendas e também oferecer uma super oferta para o consumidor, que além de selar a venda, pode fidelizá-lo”, afirma Pedro Eugênio, fundador do Busca Descontos.

Os usuários cadastrados podem optar por receber alerta do início do “Black Friday” por e-mail, SMS ou pelo Twitter. Além disso, quem seguir o @buscadescontos no Twitter, e usar a tag #blackfridaybr mais vezes, concorrerá a um prêmio.

Esperam-se descontos de até 70% em eletrônicos, eletrodomésticos, informática, celulares, CDs e DVDs, livros, games, vestuários, perfumarias, entre outras categorias, nas principais lojas de e-commerce do país.




Penso que esse negócio pelo twitter é apenas propaganda. Sorteio por twitter: desconfie disso. Todas empresas fazendo por simples tweet, e aparecer nos Trends. Mas... vai saber.
Sigam o nerdvirtual no twitter @NVirtual . Qualquer dúvida, crítica ou sugestão: e-mail para nerdvirtualbox@gmail.com

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Notebook no colo pode reduzir número de espermatozoides.

Estudo da Universidade Estadual de Nova York mostra que a temperatura dos órgãos reprodutores masculinos pode aumentar em até 2,5 graus com o calor liberado pelo equipamento portátil.

Quer ter filhos? Nada de notebook no colo

 Atenção, homens! Usar notebook pode diminuir a quantidade de espermatozoides, comprometendo a fertilidade masculina. A conclusão faz parte de uma pesquisa realizada pela Universidade Estadual de Nova York.

No estudo, coordenado pelo urologista Yelim Sheynkin, 29 jovens voluntários se submeteram a testes de temperatura depois de permanecerem alguns minutos com o notebook no colo.

De acordo com a equipe médica, o calor liberado pelo equipamento fez com que a temperatura dos órgãos reprodutivos masculinos aumentasse em até 2,5 graus. Essa variação pode comprometer a fertilidade, já que os espermatozoides não sobrevivem ao calor.

Não há nenhum estudo anterior ao da Universidade Estadual de Nova York que associe a infertilidade masculina ao uso de notebook no colo. Porém, a comunidade médica ressalta que altas temperaturas podem causar danos à saúde reprodutiva masculina.

Supercomputador instalado no Brasil é o 29º mais poderoso do mundo

Segundo lista da TOP500, máquina do Inpe é a melhor do hemisfério sul. China assumiu liderança, com equipamento 20 vezes mais poderoso.

Supercomputador Tupã, instalado em prédio do
Inpe no interior de São Paulo. (Foto: Divulgação)
O Brasil passou a ter o supercomputador mais rápido do hemisfério sul e, pela primeira vez na história, atingiu a 29ª colocação da lista das máquinas mais poderosas em atividade em todo mundo. De acordo com o TOP500, órgão que avalia os supercomputadores, o Tupã, instalado no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) de Cachoeira Paulista (a 202 km de São Paulo) desde outubro, é o terceiro mais poderoso entre os equipamentos dedicados à previsão de tempo e de clima sazonal.

A máquina, um XT6 da Cray, é capaz de executar 258 TFlops, equivalente a 258 trilhões de cálculos de ponto-flutuante por segundo. A velocidade dos computadores é medida em Flops – sigla em inglês para operações de ponto-flutuante por segundo –, cálculos que envolvem números muito pequenos ou muito grandes.

Um bom computador caseiro, com o processador Intel Core i7 980 XE, por exemplo, opera em pouco mais de 100 GFlops – 100.000.000.000 dessas operações a cada segundo. O equipamento  comprado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e pela Fapesp por US$ 23 milhões é, potanto, 2.580 vezes mais veloz que as máquinas domésticas.

O diretor do Inpe Gilberto Câmara explicou que a aquisição faz parte da das estratégias do instituto para lidar com eventos climáticos cada vez mais extremos, como as tempestades que causaram enchentes e deslizamentos no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, em 2008.

Com capacidade de processamento de dados muito maior, é possível prever o tempo em uma escala muito pequena, portanto mais precisa. Com a compra de um dos computadores mais rápidos do mundo para essa tarefa, o instituto conseguirá saber, por exemplo, a diferença entre a chuva que poderá cair na Zona Leste e no Centro da cidade de São Paulo. O supercomputador do Inpe vai entrar em plena operação em 2011.
Desde o final de outubro, a China assumiu a liderança na lista das supermáquinas, com o Tianhe-1-A, que opera a 4,7 PetaFlops, ou cerca de 20 vezes a velocidade da máquina instalada no Brasil.

Fonte

Árvores bioluminescentes: alternativas à iluminação tradicional


Esqueça os postes de luz que gastam muita energia. Pesquisadores taiwaneses estavam procurando uma alternativa não-tóxica e menos dispendiosa para o pó de fósforo usado em luzes de LED, e aproveitando a bioluminescência, sintetizaram nanopartículas de ouro – que tem forma de ouriços do mar – e transformaram árvores em novos postes de rua.

Como isso acontece? Os pesquisadores usaram plantas Bacopa caroliniana e difundiram suas folhas com nanopartículas de ouro. Eles descobriram que, embora usassem uma luz ultravioleta, as nanopartículas de ouro produziam uma fluorescência azul-violeta, que provocava uma emissão vermelha na clorofila que estava ao redor. A clorofila fez com que as folhas exalassem um brilho vermelho.

A ideia veio como uma alternativa a outras fontes de luz mais caras e tóxicas. A luz emitida por diodo (LED) substituiu a fonte de luz tradicional em muitos painéis de iluminação pública na estrada. Mas, segundo os cientistas, muito diodo, especialmente luz branca emissora de diodo, usa pó de fósforo para estimular a luz de comprimentos de onda diferentes. 

O pó de fósforo é altamente tóxico e seu preço é caro. Com a nova criação, os pesquisadores acreditam que podem oferecer uma alternativa mais segura à iluminação tradicional, reduzindo a poluição luminosa e as emissões de carbono, além de reduzir gradualmente os custos de eletricidade.
Segundo os pesquisadores, no futuro, a bio-LED pode ser usada para fazer árvores luminescentes que iluminem as estradas durante a noite. Isto irá economizar energia.


Fonte

Intel revela imagem do que seria sua primeira placa de vídeo




Quem não se lembra do Larrabee? Para refrescar as mentes alheias, era um projeto ambicioso da Intel, no qual visava ingressar no mercado de GPU´s alta performance  disputado por AMD e NVIDIA. No entanto, infelizmente, após pífios resultados em perfomance e consumo - o mesmo foi cancelado e redirecionado - para o mercado GPGPU e é conhecido como "Knights Corner" e" Knights Ferry".

imagem


A imagem acima, é de um autêntico protótipo funcional da GPU Larrabee (PCB), mais especificamente, umas das primeiras versões deste modelo com 24 núcleos e 96 threads. O protótipo apresenta dois conectores; um de 6 pinos e outro de 8 pinos.

Especula-se que o TDP ficava entre os 225w e os 300w e o desempenho era equivalente à Nvidia Geforce GTX 280. 
 
imagem
 

MY HEAD EXPLODED!!! Japoneses criam DVD de 25 Terabytes?

A guerra entre as mídias HD-DVD e Blu-Ray terminou anos atrás, com a vitória da mídia azul da Sony, de até 50GB. No entanto, os japoneses (sempre eles!) conseguiram um feito inacreditável, que deixou a alta definição do Blu-Ray no chinelo, aparentemente.

De acordo com os cientistas nipônicos, a capacidade do DVD pode ser aumentada de 4.7GB e 9GB para até 25 Terabytes. Em resumo, 25 mil gigabytes. Como? O líder do projeto e professor de química da Universidade de Tóquio Shin-ichi Ohkoshi tenta explicar como funciona. Ele diz que, pintando um material variante do óxido de titânio no DVD, que pode ou não conduzir eletricidade dependendo da esposição à luz do composto, é possível ampliar a capacidade do DVD tradicional em até mil vezes a capacidade do Blu-Ray.

Não bastasse isso, Ohkoshi afirma que o óxido de titânio, necessário para fazer DVD milagroso, custa um centésimo do composto necessário para fazer os DVDs e Blu-Rays de hoje em dia. E pra terminar com chave de ouro, uma das fontes diz que não serão necessários novos aparelhos nem novos formatos de arquivo para serem rodados. Ou seja, seu aparelho poderá ler sem problemas este DVD. No entanto, outra fonte mais recente diz que um equipamento novo será necessário para ler partículas tão pequenas de informação.

O projeto está em fase inicial e deve demorar alguns anos para ser completado. Mas de qualquer forma, mais uma vez os japoneses mostram ao que vieram.

Fonte: Via Ciência Hoje.pt e Physorg

Brasil planeja frota com seis submarinos nucleares

A Marinha do Brasil está planejando uma frota de seis submarinos nucleares e mais 20 convencionais, 15 novos e cinco revitalizados. Com seus torpedos e mísseis, será a mais poderosa força dissuasória do continente nos termos do Plano de Articulação e Equipamento da Marinha (Paemb). A meta é de longo prazo, só será atingida em 2047. O custo estimado de cada navio de propulsão atômica é de 550 milhões de euros.

O primeiro deles, incluído no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (ProSub), já em andamento, sairá por 2 bilhões de euros, valor composto pelos custos de transferência de tecnologia e outras capacidades (como a de projetar os navios) por parte do estaleiro francês DCNS. As outras unidades estão cotadas apenas pelo preço de construção, no novo estaleiro de Itaguaí, no litoral sul do Rio. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva visita as obras em dezembro. 

O núcleo industrial será instalado ao lado da nova base da Força de Submarinos. Os dois projetos estão sendo executados pelo grupo Odebrecht. A empresa também vai produzir os submarinos.
Segundo o almirante Júlio Moura Neto, a importância da Força de Submarinos pretendida pela Marinha está na defesa do pré-sal, na necessidade de segurança marítima e na nova posição do Brasil no contexto internacional. "São fatores que reforçam a necessidade de priorizar a estratégia de dissuasão", afirma. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. 

Fonte

Designer cria conceito de impressora a base de cera


Ela ocupa pouco espaço na mesa e é ecologicamente correta. Foto: Divulgação
Wax-on ocupa pouco espaço na mesa de trabalho
Foto: Divulgação

Quem nunca reclamou de uma impressora na vida? Essas máquinas são alvos constantes de reclamações dos consumidores e são sempre lembradas por deixar-nos com raiva, não funcionando como deveriam quando elas mais são necessárias. O designer Faris Elmasu decidiu fazer algo útil com a sua frustração e criou o conceito de uma impressora a base de cera colorida que pode ser uma boa alternativa no futuro.

Visivelmente menor que uma impressora comum, a Wax-on foi projetada para ocupar o menor espaço possível na mesa de trabalho e para ser carregada com facilidade. Mas, além do design inovador e das curvas que a deixam com um ar futurista e atraente, o que mais chama a atenção é a tecnologia de impressão à cera, pouco conhecida no meio doméstico.

Quem deseja se livrar para sempre daquela impressora a jato de tinta vai gostar do conceito apresentado pelo designer, com blocos de cera colorida substituindo os cartuchos de tinta. Mais fáceis de trocar e bastante duráveis, os blocos de cera acabariam com o pesadelo da troca de cartucho e dos constantes entupimentos que ocorrem hoje em dia nas impressoras.

Além disso, a cera deixa poucos resíduos após o uso e não precisa ser armazenada em nenhum tipo de embalagem para ser inserida na impressora, reduzindo o consumo de plástico (da embalagem dos cartuchos de tinta) e contribuindo com o meio ambiente. 








quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Brasileiro inventa impressora de comida

Impressora usa cápsulas semelhantes a cartuchos da sua jato de tinta, mas com ingredientes para montar seu almoço. Foto: Reprodução/Gizmodo
Impressora usa cápsulas semelhantes a cartuchos da sua jato de tinta, mas com ingredientes para montar seu almoço
Foto: Reprodução/Gizmodo


Gosto de gadgets e gosto de comer. Mas comida e gadgets dificilmente se misturam - não coma na frente do computador, não coma batata frita e use uma touchscreen, e assim vai. Se alguém conseguisse combinar esses dois gostos em um só aparelho de gastronomia tecnológica, eu ficaria com água na boca. E foi isso que o campinense Marcelo Coelho fez.

Clique aqui para ler a notícia completa e ver mais fotos e um vídeo no Gizmodo.

Fonte: Gizmodo

Livro: A Batalha do Apocalipse - Eduardo Spohr

Foto: www.saraiva.com.br
 Edição especial de natal do livro "A BATALHA DO APOCALIPSE - EDUARDO SPOHR" será lançado neste dia 26/11.


Garanta já o seu CLICANDO AQUI com desconto especial!

Dia 22/11, Eduardo Spohr, foi entrevistado no Programa do Jô. Vídeo da entrevista vc confere pelos links:

PARTE 1/2

PARTE 2/2







A propósito, já comprei o meu. Aposto que após esta entrevista com o Jô, faça com que o livro fique supervalorizado. Então não perca tempo.

Dúvidas, críticas ou sugestões: nerdvirtualbox@gmail.com

Para especialistas, uma nova bolha tecnológica está surgindo

Segundo especialistas, há uma nova bolha tecnológica surgindo no mundo e ela tem foco na socialização da web. Foto: AFP
Segundo especialistas, há uma nova bolha tecnológica surgindo no mundo e ela tem foco na "socialização" da web



A famosa bolha da internet durou pouco mais de 6 anos, desde de 1995. Ao mesmo tempo que muita empresas quebraram por não se encaixarem corretamente neste novo mercado, o período foi essencial para a explosão do uso da web em termos mundiais. De uma dezena de milhões de usuários online, no final da década de 90, hoje o número ultrapassa facilmente a casa de um bilhão. Para os especialistas do evento Web 2.0 Summit, Fred Wilson e John Doerr, há uma nova bolha tecnológica surgindo no mundo e ela tem foco na "socialização" da web.

Segundo Doerr, empresário da Kleiner Perkins Caufield & Byers, o mundo vive uma combinação interessante de smartphones, redes sociais, convergência e "há uma bolha aparecendo neste contexto". É quase como se, de acordo com ele, todos quisessem um pedaço deste bolo. Para Wilson, é visível este novo movimento do mundo online, o que, de acordo com ele, é bastante parecido com o fenômeno da bolha da internet. Um exemplo usado na comparação é o caso do Facebook, que Wilson acredita ser hoje a melhor companhia de tecnologia do mundo e que melhor executa suas propostas. Para ele, são Mark Zuckerberg e sua criação social que encabeçam essa corrida.

Eles acreditam que o mundo vive uma tendência à "socialização" da experiência online do usuário. Jogos, comunicação, e-mails, discussões, educação e outras relações que sempre existiram na sociedade "física", por assim dizer, estão sendo transferidas para o universo virtual sob a patente de "social". É possível citar uma dezena de novas redes sociais que nasceram nos último anos, por exemplo, que vão de redes de profissionais de emprego, como o LinkedIn, a outras brincadeiras como o JustMadeLove.com, em que os membros compartilham com amigos suas experiências sexuais.

No entanto, é necessário fazer ressalvas. Como lembra o colunista do site de tecnologia Fórum PCs Luís Sucupira, tudo pode não passar de mais um "modismo" virtual e o assunto pode trazer mais polêmicas especulativas do que efetivamente hipóteses que podem se concretizar. "Esse assunto é muito semelhante ao 'boom' dos blogs anos atrás. Todo mundo criou um e a maioria abandonou", comentou. Para ele, o maior problema foi que as empresas, por exemplo, enxergavam neste meio um modo de comunicação mais efetivo com o cliente, mas não sabiam colocar em prática esta ideia. A maior parte delas somente divulgava conteúdo. Já os "usuários comuns" usavam este suporte para expor suas ideias, mas se tratava de uma plataforma estática. Da exposição das ideias, não se partia para lugar algum. A falta de espaço para a evolução da interação ganhou mais força com o surgimento das redes sociais e da "socialização" da web.

Sucupira ainda ressalta que, se há realmente uma nova bolha, isso é excelente. O número de ganhos trazidos por este fenômeno é sempre benéfico tanto para o sujeito ativo neste processo, quanto para o consumidor, no caso de empresas, assim como para as relações de amigos em redes sociais. Mas, antes, é necessário ter o foco na necessidade de que é preciso que haja de fato o relacionamento, a interação. O mundo precisa de um espaço para que as pessoas sejam ouvidas e possam interferir e interagir com o ambiente que a contorna, segundo ele. Mas, para isso, é preciso que haja o uso correto das ferramentas e que a comunicação aconteça em mão-dupla.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Telepatia Virtual - Jogo Impressionante!!!


Esse jogo é realmente impressionante. Pense em um número e ele ADIVINHA!!! Tente você também, para fazer o download CLIQUE AQUI.

Aplicativo desenvolvido por: André Rodrigues Ribeiro - Engenheiro de Computação

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

11 fatos curiosos (e assustadores) sobre nanotecnologia


Certamente você já ouviu falar dela, porém, você sabe onde a nanotecnologia é usada? Então acompanhe os fatos mais curiosos sobre as pequenas partículas.


A nanotecnologia está presente em vários lugares, mesmo que não consigamos visualizá-la de fato. Afinal, quem vai enxergar uma coisa tão pequena, mas tão pequena que não pode ser medida em centímetro ou milímetro (o nanômetro equivale a um bilionésimo do metro, ou seja, a quantidade de barba que cresce no rosto de um homem logo após a primeira passada da lâmina, veja você).
Porém, esta engenharia de sistemas funcionais em escala molecular faz cada vez mais parte do dia a dia, apesar de não termos a exata consciência disso. Listaremos aqui alguns fatos interessantes (e assustadores) sobre a nanotecnologia, para que você conheça um pouco mais sobre esta pequena gigante que está em evidência.

Fato 1: não é de hoje

Antes de mais nada, o que você precisa saber sobre nanotecnologia é que ela não passou a existir nos anos 80, quando foi nomeada. Já na Idade Média, os artistas se utilizavam de uma forma de nanotecnologia ao criar uma mistura de cloreto de ouro em vidro derretido.

video


O resultado era um vidro com pequenas esferas douradas em seu conteúdo, que absorviam e refletiam a luz do Sol de forma a produzir um vermelho rubi mais vivo, que se destacava em obras de arte. Portanto, saiba que os primeiros nanotecnólogos o eram antes mesmo de saber do que se tratava esta nova forma de lidar com tamanhos diminutos.
Claro, a manipulação na escala que atualmente conhecemos não é tão antiga assim. Apenas em 1989, o engenheiro da IBM Don Eigler conseguiu, com a ajuda de microscópio em escala atômica, mover e controlar um único átomo. Atualmente, os pesquisadores da Universidade de Princeton são capazes de controlar um único elétron (sim, você leu direito, um mísero e nano elétron).

Fato 2: tamanho é documento

No caso da nanotecnologia, tamanho faz toda a diferença. A proporção diminuta de certos materiais faz com que propriedades como cor, transparência e pontos de derretimento sejam diferentes de porções maiores da mesma substância.

Televisões mais finas que se utilizam da nanotecnologia
Fonte da Imagem: Divulgação/LG


Pense nas telas que cada vez mais se utilizam da nanotecnologia: são finas e ainda deixam a imagem melhor do que aquelas equipadas com LED ou Plasma. Não, elas não são microscópicas, apenas mais finas do que as demais, por usar materiais que ocupam menos espaço, as benditas nanopartículas.

Fato 3: se você não comeu, ainda vai comer

Para realçar cor, sabores e aumentar a validade para uso, diversos produtos alimentícios, e cosméticos estão recebendo nanopartículas diversas. Enquanto a lei em relação a esses elementos não é regulamentada, ninguém sabe quais produtos utilizam a nanotecnologia (e o quanto de nanopartículas existem) para deixar ainda mais bonita e durável a comida que você ingere ou o creme antirrugas sagrado para o rosto.
Não existe regulamentação, por exemplo, que façam com que as empresas avisem as nanotecnologias empregadas nos diversos itens de consumo. Da mesma forma, não se sabem ainda quais são os riscos trazidos por alimentos que contenham as pequenas partículas, uma vez que os testes ainda não se mostram conclusivos nesta área.
Comidas com conservantes podem conter nanopartículas



Fato 4:  seu corpo vai reter alguma coisa

O que se pode supor, entretanto, é que o corpo vai receber estas nanopartículas e, assim como nos metais pesados, uma probabilidade é que elas sejam retidas em seu organismo, em vez de liberadas para o ambiente.
A quantidade pode ser pequena, mas ao se acumular no organismo, certas propriedades podem fazer mal aos consumidores da nanotecnologia utilizada para conservar os alimentos. Como os estudos na área ainda não são conclusivos e as embalagens não mostram os números factuais sobre o assunto, é difícil saber o futuro e os problemas ocasionados por elementos tão pequenos.
Por via das dúvidas, faça o seguinte: não coma nada que você não possa ver (ok, é um conselho idiota, mas piadinhas nunca fizeram mal a ninguém, diferente, pelo jeito, de alimentos que usam a nanotecnologia).

Fato 5: o corpo não é páreo para elas

Além da possibilidade de serem acumuladas no corpo, as nanopartículas, por causa do seu tamanho diminuto, também não respeitam as barreiras do corpo. Pesquisas indicam que elas podem passear pelo sangue, penetrar em células e até mesmo passear pelo seu cérebro, provocando danos – isso é de dar medo – não apenas cerebrais, mas em outros órgãos vitais.

Fato 6: se o corpo não é páreo, as doenças também não são

Porém, como essas minúsculas matérias passeiam pelo nosso corpo, elas também podem nos ajudar em termos de saúde. Pesquisadores da Universidade de San Diego criaram nanopartículas fluorescentes que brilham dentro do seu corpo, facilitando a visualização de tumores ou danos a órgãos vitais.

Já os pesquisadores de Yale criaram nanosferas plásticas que envolvem os antígenos e podem ajudar a melhorar a eficiência de vacinas contra tumores cancerígenos. O invólucro ajuda a proteger a proteína citocina, que ajuda o corpo a produzir mais dos grandes e belos anticorpos necessários para combater doenças e infecções.

Fato 7: nanopartículas podem fazer parte do seu cérebro (no bom sentido)

Na mesma linha de estudo para a ajuda na medicina, pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia usam os nanotubos para criar neurônios sintéticos. A ideia é conseguir transformar os nanotubos em redes funcionais, que facilitariam os implantes cerebrais.

Fato 8: seus dentes também são beneficiados

Se você pensa que apenas doenças mais complicadas serão afetadas pela nanotecnologia, está muito enganado. Até mesmo a restauração dos seus dentes já pode conter traços dessa nova tecnologia.

Restauração antiga em comparação com aquela que utiliza a nanotecnologia.
Fonte da Imagem: 3M


Por permitir que os estudiosos lidem com a estrutura de materiais em um nível molecular, as “massas” usadas para restaurações feitas com uso da estrutura molecular são criadas para durar ainda mais tempo. Além disso, o material é mais fácil de manusear (polir e esculpir), ficando mais bonito em sua boca, em comparação do que aqueles “prateados” que, convenhamos, ficam feios para caramba quando usados em dentes branquinhos.

Fato 9: roupas entram na brincadeira

Nano-tex, uma tecnologia para deixar tudo impermeávelAs roupas também recebem influência da nanotecnologia, acredite ou não. Cientistas da Universidade Tecnológica da Georgia criaram geradores elétricos feitos de nanofios, colocando-os em pequenas jaquetas feitas especialmente para hamsters.
Quando os ratinhos corriam, os geradores fabricavam eletricidade. A ideia é transportar essas características para roupas humanas, para que você possa, por exemplo, carregar seu celular enquanto sai para correr, ou ainda, medir sua pressão arterial em um gadget conectado às batidas do coração.

Outras empresas de roupas (GAP, Dockers, Old Navy e mais) se utilizam da nanotecnologia já no tratamento do próprio tecido. O Nano-Tex “reorganiza” as fibras da roupa, criando propriedades interessantes como conforto, resistência e impermeabilidade. Para isso, tecidos de algodão são mergulhados em uma solução com trilhões de nanofibras, que se fundem com o tecido da roupa. Essa “solução” também pode ser usada em panos de sofás, tapetes e o que mais se imaginar.

Fato 10: a tecnologia não pode parar

Além dos usos mais curiosos e assustadores da nanotecnologia, ela certamente já faz muito para a criação de eletrônicos menores e mais potentes. Pesquisadores governamentais dos Estados Unidos criaram matrizes de nanodutos de cromo que podem armazenar dados com uniformidade nunca antes vista. O objetivo é construir chips de silicone mais complexos e integrados.
Além de condutores, pesquisas estão sendo conduzidas em Illinois, um dos centros de pesquisas moleculares, e trazem outros resultados interessantes. A nanotecnologia permite o estudo da criação de partículas que detectam mercúrio, colas eletrônicas para baratear o custo de semicondutores, máquinas de Raio-X ainda mais precisas e muito mais.

Fato 11: medo da Skynet

Para não chegarmos ao 13 (que pode dar azar) paramos no último fato sobre a nanotecnologia. Com a utilização e criação a partir de escalas moleculares, é possível controlar e influenciar o crescimento para a formação de várias configurações (de acordo com suas propriedades naturais químicas).
Entretanto, os processos estão se tornando cada vez mais complexos, com a criação de computadores inteiros com o uso destas características. Em um caso hipotético, o que aconteceria se esses mesmos processos saíssem do controle? Teríamos o destino criado em filmes como “O Exterminador do Futuro” ou “Eu, Robô” em nossas mãos?


Os robôs vão dominar o mundo?
Fonte da Imagem: Divulgação/Warner

Além da criação de pequenos robôs capazes de entrar em guerra com quem manipula materiais em níveis moleculares, a nanotecnologia também se aplica a guerras (entre humanos, nesse caso). Armaduras resistentes, lasers e outros artefatos podem ser criados através da manipulação de materiais, o que pode levar a várias experiências equivocadas, perigosas e terroristas. Calafrios para os mais preocupados com a revolução das máquinas!
Teorias destruidoras de mundo à parte, vale a pena comentar que a nanotecnologia já faz parte da sua vida de uma forma ou outra, seja na televisão que acabou de comprar ou na camiseta que se mantém “fresquinha” mesmo depois de 200 km de corrida. Qual será o destino de todas essas especulações, só vamos descobrir daqui a sabe-se lá quantos anos. Porque, afinal, ainda não existe uma máquina nanoDelorien sendo construída.